Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Restaurantes adotam embalagens retornáveis como medida sustentável

Restaurantes adotam embalagens retornáveis como medida sustentável.png
Para reduzir os impactos das embalagens de delivery, algumas empresas apostam em retornáveis, que podem ser reutilizadas e ressignificadas.

Quando um cliente pede delivery de comida, normalmente a refeição vem dentro de uma embalagem descartável, seja de isopor, plástico ou papel. O pedido costuma vir acompanhado de guardanapos e talheres envolvidos por mais uma camada de plástico ou papel. Se pedir bebida, a entrega ainda pode vir com latas ou garrafas de plástico. Após a refeição, a quantidade de resíduos gerada é tanta, que é capaz de causar incômodo no cliente minimamente atento ao tema da sustentabilidade

Além disso, o uso de embalagens sustentáveis é um dos aspectos mais valorizados pelo público em um restaurante quando o assunto é sustentabilidade. É o que aponta a pesquisa O Futuro do Food Service, realizada pela Fispal Food Service e FGV Jr. Embora diversos bares, cafeterias, restaurantes e diversas empresas do food service invistam, cada vez mais, em embalagens biodegradáveis, alguns restaurantes deram um passo adiante e apostam nos recipientes retornáveis.

Propósito da marca 

Para muitos estabelecimentos, o uso de embalagens retornáveis estão alinhadas ao propósito da marca. É o caso da Olivia Saladas, marca de saladas inaugurada em 2016 no centro do Rio de Janeiro e que, atualmente, tem três unidades na capital fluminense e uma em São Paulo, no bairro do Itaim Bibi. Como a marca é detentora do selo Empresa B, certificação internacional concedida a empresas que equilibram propósito e lucro, seria inviável transportar saladas elaboradas com ingredientes orgânicos, vindos de pequenos produtores, em embalagens descartáveis. “Definitivamente, enviar as nossas saladas em um recipiente de plástico nunca foi uma possibilidade”, explica Ana Letícia Seblen, sócia e diretora de comunicação e marketing da marca.  

Desde o início da marca, as saladas são enviadas para a casa dos clientes em marmitinhas de alumínio e as bebidas chegam em embalagens de vidro - tudo isso transportado em ecobag. Caso os clientes peçam talheres, também vai um jogo de garfo e faca de alumínio junto com a comida. Na primeira compra, o cliente paga R$10 pela marmita de alumínio e R$ 1 pelas garrafas de vidro. E, no próximo pedido, o recipiente do pedido anterior é retirado e substituído pelo atual. “Essa taxa cobrada do cliente não é o suficiente para cobrir os gastos com toda essa logística, mas é importante torná-lo parte dessa cadeia”, explica Ana Letícia. 

Divulgaçãoembalagens retornáveis Olivia Saladas.png

Marmita de alumínio e ecobag do delivery da Olivia Saladas.

Depois que retornam para o restaurante, as embalagens são higienizadas e se tornam aptas para serem utilizadas em outro pedido. Mas, às vezes acontece de uma presilha da marmita quebrar ou o alumínio escurecer. Neste caso, a embalagem vai para a reciclagem. “Esse é o principal motivo que nos levou a investir neste material”, explica a sócia e diretora de comunicação e marketing da Olívia Saladas.  

Reutilizar e ressignificar 

Outro estabelecimento que adotou as embalagens retornáveis foi o restaurante plant based Purana.Co, em São Paulo. Juntamente com as embalagens biodegradáveis à base de mandioca, o endereço especializado em cozinha saudável também investe em recipientes de vidro retornáveis para o transporte das sopas, sucos e sobremesas que fazem parte do cardápio.

O local investe em um programa de fidelidade, no qual os clientes podem retornar os vidros e ganham pontos para trocar por produtos do restaurante. “Nossa taxa de devolução ainda é baixa, mas estimulamos o público a ressignificar as embalagens de vidro em casa”, explica o sócio da Purana.Co, Thiago de Carvalho.

Além de incentivar a devolução das embalagens de vidro, o restaurante encoraja os clientes a ressignificá-las em casa. Transformar as garrafas de vidro em vasos para plantas, potinhos para temperos e vidros para azeites aromatizados são apenas algumas das ideias compartilhadas pelo Instagram do restaurante (@purana.co). “Pelas redes sociais, a gente mostra o nosso comprometimento com a sustentabilidade. É muito importante esse posicionamento da marca”, explica Carvalho. 

 

LEIA MAIS:

Como encontrar uma boa embalagem para o seu delivery

Tecnologia de QR Code torna sustentabilidade acessível para consumidor

Sustentabilidade dos estabelecimentos é decisiva na avaliação do público

O que o consumidor considera como um bom serviço de delivery

Como manter os produtos quentes e frescos para o delivery

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar