Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Como encontrar uma boa embalagem para o seu delivery

embalagem para food service.png
A embalagem deixou de ser detalhe e passou a ser protagonista: a clientela valoriza o visual, a praticidade e a sustentabilidade

O delivery nunca esteve tão em pauta. Com o fechamento dos salões por causa da pandemia do novo coronavírus, a clientela passou a pedir comida em casa. O delivery precisou se reinventar: não basta simplesmente entregar a refeição - a comida precisa ser uma experiência prazerosa. As embalagens fazem parte dessa equação.

Vale ressaltar que o delivery teve alta em 2020 e que, mesmo com a possibilidade do recuo da pandemia e do isolamento social, profissionais avaliam que as entregas em domicílio continuarão a ser uma demanda forte do mercado de food service.

O modo como a comida chega à casa passou a ser muito valorizado pela clientela. "Pelo fato do cliente não ter acesso à cozinha do delivery, diferentemente de um restaurante, você precisa buscar maneiras de transmitir credibilidade, e a embalagem é uma delas", comenta Alex Lewkowicz, sócio-propretário da Papila Deli. "Nesse sentido, é preciso avaliar o que se quer entregar: experiência ou preço a qualquer custo".

Antes vista por restaurantes e bares como um detalhe - e, portanto, um modo de economizar nas contas do estabelecimento -, a embalagem ganhou protagonismo.

Escolher simplesmente a embalagem mais barata não é suficiente. É preciso pensar em um bom produto, que preserve bem o alimento e cause boa impressão na clientela.

O custo-benefício pode ser encarado de outra forma: em vez de uma embalagem apenas barata, escolha uma embalagem que possa ser usada em mais de uma receita.

"Nossa embalagem é quase cinco vezes mais cara que a da maioria dos nossos concorrentes, mas temos retorno de branding e também de credibilidade perante os clientes. A caixa que usamos para todas as culinárias é excelente, pois mantém a temperatura dos pratos frios ou dos pratos quentes", diz Lewkowicz.

Ele ressalta que não existe uma embalagem "certa" ou "errada" - tudo depende se a embalagem vai atender o que a marca quer entregar ao cliente.

Mas é fato que "come-se primeiro com os olhos", certo? Uma embalagem bonita, portanto, já agrada muito à clientela. Um bom visual e uma boa preservação da receita são dois dos quesitos mais importantes ao selecionar uma embalagem. "São dois pontos muito fundamentais. No nosso caso, o design da embalagem foi criado em conjunto com o nosso fornecedor", conta Lewkowicz. "Recebemos muitos feedbacks positivos de pessoas que pedem Papila Deli e adoram o visual da embalagem". 

Segundo especialistas ouvidos pelo Food Connection, o público passou a se preocupar mais com a sustentabilidade da comida em 2020. Isso também se aplica às caixas, copos, garrafas, pratos e talheres: uma embalagem sustentável agrada aos clientes.

"Uma embalagem sustentável pode custar consideravelmente mais, mas os clientes dão valor e reconhecem isso, muito mais do que imaginávamos. Então, para nós enquanto marca, vale muito a pena", comenta Lewkowicz. 

Nesse sentido, também valem embalagens comestíveis. Um bom exemplo é a sorveteria Albero dei Gelati, em São Paulo, que valoriza a produção agrícola e sustentável de seus sorvetes. As embalagens também se encaixam na proposta: tanto no delivery quanto na sorveteria, os doces são servidos em copinhos feitos de mandioca, que são comestíveis.

É preciso considerar tudo isso ao escolher uma boa embalagem para o delivery. Ela precisa, claro, preservar o alimento na viagem do estabelecimento até a casa do cliente. Mas também deve ser bonita, agradável e talvez sustentável. Está aí o verdadeiro custo-benefício.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar