Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Gestão ESG na indústria de sorvetes

Gestão ESG na indústria de sorvetes.png
A indústria de sorvetes vive um momento de transição, onde um novo modelo de nogócio e as inovações nas fábricas estão pautada nos pilares de ESG.

Assim como outros setores de produção, a indústria de sorvetes vive um momento único em sua história, no Brasil e no mundo. O modelo econômico vem passando por uma transição, que antes visava apenas o lucro, para um modelo mais híbrido. Nele, o lucro ainda é importante, mas deve ser conquistado com base na sustentabilidade.

Para isso, a gestão pautada nos pilares de ESG (do inglês Environmental, Social e Governance) merece total atenção dentro do segmento de sorvetes.

Segundo Flori Vasconcelos, coordenador de P&D e Inovação da Paviloche Sorvetes, o setor de sorvetes precisará falar cada vez mais de ESG dentro dos negócios, principalmente nos níveis mais estratégicos e depois disseminando para todos os níveis da organização.

Ele explica também que tudo que vem sendo adotado na indústria de sorvetes no âmbito da inovação e tecnologia já atende os requisitos de ESG, desde a questão social até a experiência do consumidor.

“Hoje o consumidor está muito mais exigente sobre o que ele consome e cabe às empresas ter essa responsabilidade econômica, social e ambiental do negócio como um todo”, explica Vasconcelos.

Processos ESG na indústria sorveteira

De fato, a gestão ESG está apenas se iniciando dentro do segmento de sorvetes, mas José Carlos Guerrero, sales manager da Teknoice, explica que já há indústrias de médio e grande porte dentro da área que demostram grande preocupação com as questões ambientais, sociais e de governança.

“Muitas empresas já investem em tratamento de efluentes, principalmente resíduos de leite, e eu fico muito feliz com isso”, cita Guerreiro, que falou ainda sobre o investimento em energia eletrovoltaica que vem ocorrendo dentro do ambiente fabril das indústrias de sorvete. “Para o fabricante do sorvete, a economia decorrente deste tipo de investimento é imensa, girando em torno de 80% na conta de energia elétrica.”

Em termos de máquinas, Guerrero indica que o freon está finalmente saindo do mercado, principalmente na Europa, e o meio ambiente agradece. Em substituição a esse gás a base de clorofluocarbonetos, as grandes multinacionais europeias já utilizam a amônia, que é um gás refrigerante melhor que o freon.

Porém, o executivo da Teknoice explica que a amônia é um gás perigoso. “Mesmo sendo eficiente, este gás precisa ser muito bem controlado para que não ocorra fuga. Fato esse que seria muito perigoso dentro da própria indústria ou para a região em que ela está instalada”.

Outra possibilidade que pode substituir o freon é o uso do CO2, que é um gás não tóxico e bastante eficiente para refrigerar ambientes dentro da indústria do sorvete.

Assim, para José Carlos Guerrero, essa tendência não vai demorar para chegar ao Brasil, mas cabe à indústria se preparar para entrar neste novo normal. “Talvez este processo demore de 5 a 10 anos, mas vai chegar”, complementa.

Para Thiago Luiz Ramalho, diretor mercadológico da Gela Boca, é extremamente importante que exista o entendimento de que o mercado, investidores e o consumidor olham para empresas que priorizam os cuidados com o ESG.

“As empresas que atuam com estes pilares de ESG terão diferencial competitivo, valorização perante o mercado e serão melhores vistas pelo cliente no âmbito da sustentabilidade”, finaliza.

O tema foi debatido no Inova Sorvetes, que abriu a Jornada Fispal Food Service e Fispal Sorvetes 2022. Para assistir a essa e outras palestras relevantes para o setor, faça parte da comunidade acessando a Plataforma Fispal Food Digital.

 

LEIA MAIS

Oportunidades para a indústria de sorvete no Brasil pós-pandemia

ESG: O que é, como se certificar e quais os benefícios à indústria

Crédito Verde': ações sustentáveis rendem incentivos à indústria

Fispal Sorvetes 2022: novidades e cursos para aprimorar o negócio

5 equipamentos essenciais para a sua sorveteria

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar