Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

A indústria 4.0 para PMEs do ramo alimentício

A indústria 4.0 para PMEs do ramo alimentício.jpg
A indústria 4.0 para PMEs do ramo alimentício é algo que já está presente nas rotinas desse tipo de negócio. Saiba mais!

A indústria 4.0 para PMEs, nome que se dá para a 4ª Revolução Industrial para as pequenas e médias empresas é uma realidade também para o ramo alimentício.

As linhas de produção integradas e monitoradas, por exemplo, fazem com que as empresas façam economia de energia e insumos, uma vez que proporcionam mais controle sobre os custos operacionais. Ao mesmo passo, os desperdícios são evitados.

Para compreender melhor os impactos da indústria 4.0 para PMEs da área de alimentos e bebidas, conversamos com o professor Cláudio Carvajal, que é coordenador acadêmico do curso de Gestão de TI do Centro Universitário FIAP. Veja, a seguir!

As novas tecnologias na indústria 4.0 para PMEs de alimentos e bebidas

Carvajal acredita que, sem dúvida, a tecnologia da informação e da comunicação são aliadas na melhora da eficiência operacional das empresas. Tais recursos aumentam a produtividade e reduzem custos, melhorando a qualidade dos produtos e serviços.

“Por meio da captura e análise de dados, é possível ter uma melhor compreensão do processo produtivo e das relações da empresa com o mercado. Além disso, através de soluções de Inteligência Artificial e análise de dados, é possível automatizar processos e até mesmo as tomadas de decisões operacionais”, explica o professor.

Ele também comenta que a transformação digital que estamos vivendo permite que todas as indústrias possam criar soluções tecnológicas para melhorar os seus produtos, processos, métodos, estratégias de marketing etc.

Carvajal citou alguns exemplos de recursos tecnológicos que podem ser usados na indústria 4.0 para PMEs de alimentos e bebidas. São eles: 

  • Soluções de IoT: sensores que capturam dados e enviam para soluções por meio de conexões wireless e podem ajudar a melhorar a eficiência da produção; 
  • Sistemas ERP: software para planejamento dos recursos de uma empresa, que permite a integração dos dados de todas as áreas da organização; 
  • Google Drive ou Dropbox: soluções para armazenamento em nuvem; e 
  • Trello ou MS Project: software para gerenciamento de projetos. 

Open Innovation: principal tendência para o ramo alimentício

Como principal tendência para o setor de alimentos e bebidas, Carvajal destaca o Open Innovation, ou seja, a criação de soluções desenvolvidas de forma colaborativa.

Nas palavras do professor: “A indústria do setor alimentício pode trabalhar a inovação através de Open Innovation, que consiste na criação de soluções tecnológicas de forma colaborativa. Ou  seja, trabalhar em parceria com colaboradores, fornecedores, parceiros, universidades, aceleradores e startups”.

Ele acredita que, dessa forma, o custo de desenvolvimento de novas tecnologias é muito menor. Carvajal também acha importante lembrar que as tecnologias devem estar sempre alinhadas com o modelo de negócios da empresa.

Depois de ler este conteúdo, você acredita que a indústria 4.0 para PMEs do ramo alimentício já está presente no seu negócio? Inovar é importante e, caso não faça isso, precisa correr contra o tempo para não ser passado para trás.

E, para continuar se informando sobre essas inovações, leia o nosso artigo que fala sobre os impactos do blockchain na indústria de alimentos e bebidas.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar