Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Tendências para o mercado de ingredientes

indústria de ingredientes.png
Descubra sobre tendências que deverão movimentar o mercado de ingredientes e trazer oportunidades para produtos alinhados aos novos desejos do consumidor.

As tendências alimentares são um sinal dos tempos e as principais tendências para o mercado de ingredientes para 2021 não são exceção. Se em 2020 o consumidor redescobriu o prazer nostálgico por cozinhar, buscou produtos com alegações de saúde e bem-estar, para o próximo ano muito desse aprendizado e da mudança comportamental deverão continuar norteando suas decisões alimentares. 

De fato, um relatório da Innova Markets Insights sugere que encontrar um equilíbrio entre descoberta e nostalgia e entre saúde e indulgência é uma tendência importante para o desenvolvimento de produtos de sucesso em 2021. E, vinculado a isso, a transparência deverá ser ainda mais evidenciada.

Soluções para nutrir corpo e mente como tendência central para o mercado de ingredientes

A indústria de ingredientes deverá ser cada vez mais demandada para fornecer soluções que possibilitem o desenvolvimento de produtos com apelo holístico, para o consumidor cuidar de sua saúde emocional, física e espiritual.

O ano de 2020 foi marcado por uma pandemia global. As percepções dos consumidores, em muitos aspectos, mudaram drasticamente, resultando no aumento da demanda por alimentos e bebidas que apoiem o sistema imunológico e promovam bem-estar.

E esse desejo de influenciar a saúde e o bem-estar por meio de alimentos e bebidas está criando novas tendências e oportunidades para produtos ricos em nutrientes, com benefícios funcionais à saúde voltados para apoiar o sistema imunológico, para melhorar o humor e manter a energia.

No entanto, além disso, equilibrar sabor e funcionalidade é uma chave importante - os consumidores querem alimentos que proporcionem uma experiência sensorial completa e prazerosa, ao mesmo tempo que querem mais saudabilidade.

Isso abre espaço para novas combinações com ingredientes tradicionais para suporte imunológico, como vitamina C e zinco, e ingredientes nutracêuticos, probióticos, prebióticos e pós-bióticos, por exemplo.

Ainda, as pessoas agora procuram funcionalidade adicional nos produtos que escolhem para ajudá-las a gerenciar mais o estresse, o sono e a energia. Criar soluções sensoriais que ajudem nisso, como os aspectos quentes e calmantes dos ingredientes naturais, como gengibre, pimenta caiena e açafrão, também é uma tendência para o mercado de ingredientes.

Complementarmente, Natasha Padua, Insights & Innovation Manager Latam da Innova Markets Insights, acredita que haverá maior aproximação de "alimentos e bebidas com claims funcionais e da área de suplementos e, ao mesmo tempo, teremos mais suplementos em formatos de alimentos. Então, como essa barreira é cada vez mais tênue, eu vejo como tendência o aproveitamento desse contexto, para trazer suplementos e ingredientes funcionais e nutracêuticos para o universo dos alimentos".

Plant-based: tendência que veio para ficar para a indústria de ingredientes e alimentos

Conforme dados do The Good Food Institute, o segmento de proteínas alternativas, incluindo as da categoria plant-based, deverá valer US$ 6,4 bilhões até 2023. No próximo ano, o mercado de ingredientes deve fornecer soluções para que haja uma expansão no uso de ingredientes plant-based em categorias mais abrangentes e em formatos ainda mais convenientes.

Se, no início, os ingredientes à base de plantas estavam mais relacionados aos leites vegetais, depois em alternativas à carne, a partir de agora, eles devem estar presentes em praticamente todos os corredores dos supermercados e, ainda, se afastando de apenas simular o sabor de produtos com ingredientes de origem animal - inovações em sabores e texturas devem surgir disso. 

Segundo pesquisa da Innova Markets Insights, os consumidores consideram alternativas baseadas em plantas por quatro razões principais: saúde, variedade da dieta, sustentabilidade e sabor.

No mercado de ingredientes, um dos destaques é a proteína de ervilha, que, conforme estimativa da Grand View Research, até 2025 terá um mercado global de US$ 313,5 milhões. O grão-de-bico também deve conquistar espaço. Rico em fibras e proteínas vegetais, deverá protagonizar o desenvolvimento de produtos como tofu de grão-de-bico, farinha de grão-de-bico e, até mesmo, cereal de grão-de-bico. 

Transparência e clean label: importantes pilares nas tendências do mercado de ingredientes

Em 2021, os consumidores deverão tomar mais decisões de compra com base em seus valores, tendo na conexão entre o sistema alimentar e o meio ambiente e a transparência e clareza sobre o que estão ingerindo um grande pilar. Diante disso, segundo previsões da MarketandMarkets, o mercado de ingredientes clean label deverá alcançar US$ 47,10 bilhões em 2022

A transparência da cadeia de suprimentos é uma das tendências que nortearão o mercado de ingredientes e a indústria de alimentos. De forma geral, os consumidores não querem apenas saber de onde vem sua comida; eles também querem saber seu impacto sobre o meio ambiente e se contribui para a mudança climática, por exemplo.

Naturalmente, o consumidor é o grande ditador das tendências, quem orienta as indústrias nas suas estratégias, mas, no curto prazo, quem decide pelos ingredientes é o profissional de P&D. A partir dessa interface, o que percebemos é uma crescente preocupação com clean label, com o desenvolvimento de formulações mais limpas, também estimulado por dados da área do marketing, que está ajudando o P&D a ler melhor o mercado e seus movimentos", comenta Cristina Leonhardt, Diretora de Inovação e Marketing da Tacta Food School.

Tendência dos ingredientes botânicos

Com os consumidores mais propensos a pesquisarem ingredientes com benefícios para a saúde, também deve se evidenciar a tendência para produtos formulados com ingredientes botânicos - especialmente aqueles com evidências de benefícios cognitivos.

Dados de uma pesquisa global mostraram que 66% dos consumidores estão interessados em produtos que melhoram a qualidade do sono; 58% em produtos que podem aliviar os níveis de estresse e 63% em produtos que oferecem um aumento dos níveis de energia. Conforme esse levantamento, os ingredientes botânicos mais populares para apoiar a qualidade do sono são: camomila, dente de leão, lavanda e jasmim.

Já os ingredientes botânicos que devem se tornar ainda mais populares em bebidas como refrigerantes incluem gengibre, flor de sabugueiro e erva-mate, que proporcionam um sabor sofisticado com menos doçura, seja por conta própria ou em combinação com sabores de frutas.

Além das bebidas, os botânicos deverão começar a aparecer mais também em outras categorias, como iogurte, sorvete e doces.

Experiências sensoriais inovadoras com soluções do mercado de ingredientes

Entre as tendências para o mercado de ingredientes, também está o interesse dos clientes por alimentos que usem ingredientes que atraiam, inspirem e ofereçam novas experiências sensoriais.

Para ilustrar essa tendência, que se cruza com outras que vimos até aqui, há o lançamento da linha Sports Time, da Haribo, com balas de gelatina com sabores exclusivos, que oferecem alegações de energia.

"Os sabores foram escolhidos especialmente para proporcionar uma combinação diferenciada para a categoria e uma nova experiência para o consumidor. Há três combinações de sabores, como tangerina com gengibre, que une o frescor da raiz com a acidez e doçura da fruta, e uva verde com coco, que traz o perfeito equilíbrio entre a leveza do sabor da uva com o doce e a densidade do coco. Além desses sabores, Sports Time também tem a opção morango e açaí, que é energizante, leve e saborosa", explica Julian Furini, Gerente de Marketing da Haribo.

De fato, experiências sensoriais únicas deverão ser cada vez mais buscadas pelo consumidor, oportunizando o desenvolvimento de produtos com ingredientes como algas marinhas. Também para conceitos híbridos inovadores, que misturem perfis de sabor, combinando sabores naturais sutis com doces extravagantes, sabores salgados e picantes, etc.

Com 71% dos consumidores globais consultados em um estudo afirmando que gostam de experimentar sabores novos e inovadores e 53% deles dizendo que acham novas texturas atraentes, essa é uma tendência relacionada a alimentos e bebidas que estimulem percepções sensoriais no lançamento de novos produtos. 

Em alinhamento, uma pesquisa da Innova Market Insights apontou que há uma tendência para alimentos e bebidas  mais coloridas, incluindo cores brilhantes e incomuns. Esses tons podem ser alcançados com ingredientes à base de plantas, utilizando mirtilos, acerolas ou, até mesmo, corantes naturais à base de fungos.

Para aproveitar essa tendência, Natasha Padua cita que há a oportunidade de "combinar claims e propriedades funcionais e nutracêuticas com outros claims com grande aceitação por parte do público, podendo incluir combinações como saúde do cérebro + fibra, combinações de ingredientes e alegações para resolver diferentes demandas do público e, ainda, gerar diferentes combinações de sabores - por exemplo, com o claim de proteína, por meio do uso de plant-based, combinar com vitamina C e o sabor da laranja com a proteína da ervilha - são muitas oportunidades para criar perfis de sabores que até então não tínhamos. E essa inovação também em termos de sabores é muito desejada no mercado", finaliza.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar