Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Positive Packaging: indústria se mobiliza para tornar a cadeia das embalagens mais sustentável

Positive Packaging ações sustentáveis da indústria de embalagens.png
O conceito de 'embalagem positiva' reúne um conjunto de iniciativas como ecodesign, descarte adequado, reciclabilidade e muitos outros fatores. Saiba mais neste artigo de Danilo Zorzan.

Há algum tempo venho discutindo como a sustentabilidade ganha cada vez mais espaço, no Brasil e no mundo, como critério de consumo, o que invariavelmente leva a uma resposta da indústria, que tende a adaptar, com o tempo – pois trata-se de um processo longo, que não acontece da noite para o dia –, todas as etapas da cadeia produtiva para refletir essa demanda dos consumidores.

O exercício da sustentabilidade, naturalmente, recai com maior responsabilidade sobre as indústrias, mas em menor escala atravessa também hábitos e escolhas de consumo a nível individual, e quase tudo que diz respeito a ela pode ser pensado nessas duas chaves.  

O elemento que quero destacar aqui, por sua relevância e tendência a aparecer na maioria das conversas corriqueiras sobre sustentabilidade em diferentes indústrias, inclusive a de alimentos e bebidas, é o das embalagens. Elas podem ser pensadas em dois níveis:

  • Individual - quem recicla ou não recicla, quem reaproveita, quem dá preferência a alimentos vendidos em embalagens menores ou mesmo sem embalagens, quem faz um descarte inadequado etc.;
  • Industrial - que materiais são utilizados nas embalagens, como é seu processo produtivo, se há uma preferência por materiais recicláveis, o grau de envolvimento das indústrias nas cadeias recicladoras e, de forma ampla, o que a indústria está fazendo para tornar suas embalagens mais sustentáveis.

Temos envelopado esse complexo conjunto de iniciativas rumo a embalagens mais sustentáveis no conceito de “positive packaging” ou “embalagem positiva”: um olhar estratégico que busca entender como embalagens ajudam a construir uma cadeia de consumo sustentável e que passa por conceitos como ecodesign, descarte adequado, reciclabilidade e muitos outros fatores.

Diversas inovações vêm sendo implementadas neste sentido, com destaque para a substituição de materiais das embalagens por alternativas mais sustentáveis: plástico por papel, utilização de materiais parcial ou totalmente reciclados e retornáveis e por aí vai.

Estas iniciativas, sem dúvida, estão atreladas a uma expectativa dos consumidores. Segundo a pesquisa recente Consumo de Embalagens Sustentáveis (Sustainable Packaging Consumer Research 2021), realizada pela Tetra Pak, cerca de 40% dos consumidores mencionaram ter mais motivação para realizar a separação de embalagens para a reciclagem se elas forem feitas inteiramente de papel e não tiverem plástico ou alumínio.

Nesta esteira, fabricantes de embalagens cartonadas têm testado utilizar barreiras à base de fibras ou polímeros em substituição ao alumínio, para ampliar o conteúdo renovável das embalagens e neutralizar a pegada de carbono no processo de fabricação. Os primeiros resultados têm sido promissores, sugerindo redução substancial de emissão de CO2 sem comprometimento da qualidade dos alimentos ou seus prazos de validade. Outro diferencial está no aumento do interesse pelas fábricas de papel em embalagens com maior teor desse material, o que fortalece o ecossistema da economia circular de baixo carbono.

Fato é que precisamos, enquanto indústria, construir uma jornada que priorize a sustentabilidade, e a partir de um item aparentemente simples, como uma embalagem, conseguimos pensar e desenhar uma profunda inovação transformacional colaborativa, que envolve a própria indústria, startups, universidades, empresas de tecnologia e até instituições públicas.

Deste modo, atenderemos não só a uma demanda do planeta, mas também às expectativas de consumidores cada vez mais críticos em relação aos produtos que escolhem nas gôndolas.

*Danilo Zorzan é diretor de Marketing da Tetra Pak Brasil

 

Os desafios e oportunidades da sustentabilidade estão no Fórum de Embalagens, um dos 6 temas que compõem o congresso Arena de Conteúdo 360º Fispal Tec, que acontece durante a Fispal Tecnologia e TecnoCarne 2022. A palestra “Case Tetra Pak - Uma jornada pela sustentabilidade e circularidade no portfólio de embalagens”, com Valéria Michel, Diretora de Sustentabilidade, e Paulo Harisson, Gerente de Portfólio da Tetra Pak Brasil, acontece neste dia 22 de junho, no São Paulo Expo, e será transmitido no dia seguinte (23) na Plataforma Digital Fispal Tec. Confira aqui a programação completa.

 

FT_Credenciamento.png

 

LEIA MAIS

Fispal Tecnologia e TecnoCarne trazem efeito do ESG na produção

O Brasil está em transição para o consumo sustentável

A importância do bom manejo florestal para a indústria de embalagens

Tecnologia de QR Code torna sustentabilidade acessível para consumidor

'Crédito Verde': ações sustentáveis rendem incentivos à indústria

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar