Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Potencialize a venda de embutidos com essas dicas

mercado de embutidos.png
Saiba como está o mercado salames e linguiças no Brasil e veja algumas dicas para potencializar as suas vendas

Os embutidos são produtos que fazem cada vez mais parte do cotidiano de muitos brasileiros. Hoje em dia eles estão presentes na grande maioria de nossas casas, com a venda de embutidos crescendo até mesmo em tempos de pandemia.

Atualmente, muitas marcas disputam o mercado de embutidos no país, com destaque para Sadia, Seara e Perdigão, que já são as grandes líderes há bastante tempo. Mas o mercado de embutidos no Brasil ainda tem suas particularidades e com possibilidades interessantes até para pequenos produtores.

Por isso, vale conhecer o mercado de embutidos atual, além de algumas dicas para potencializar a venda de embutidos no país, principalmente pelas mãos de pequenos fabricantes.

Mercado e venda de embutidos no Brasil: ainda há espaço para crescer

No Brasil, a venda de embutidos tem apresentado crescimento constante, basta observarmos a presença desses produtos nas gôndolas da grande maioria dos supermercados. Tudo isso serve para mostrar que além de grandes produtores os brasileiros são grandes consumidores.

É verdade que este é um mercado muito acirrado e, como já citado, possui grandes indústrias disputando espaço e a preferência do consumidor brasileiro, mas há possibilidades de novas empresas entrarem nesse mercado.

Edson Navarro, Consultor da Curato Escola de Charcutaria Artesanal, explica que ainda temos um mercado bastante engessado no que diz respeito a variedade de produtos embutidos. “Podemos dizer que somente no caso das linguiças frescais há uma limitação enorme com relação a opções desses embutidos. Basicamente temos linguiças fabricadas apenas com carne suína”, diz.

Navarro explica também que não há opções como linguiças bovinas ou ovinas. Para ele, as aves também são pouco exploradas como exemplo o peru, pato entre outras. Quando o assunto é salame o consultor indica que é ainda mais difícil ainda. “Não temos sequer uma opção de salame picante à disposição do consumidor, por exemplo”.

Somente a Itália, por exemplo, há ao menos 700 variedades de salames, sem contar outros países da Europa que possuem muito mais tradição que o Brasil. Ou seja, o leque de opções dentro do mercado de embutidos pode se abrir muito!

Dicas para potencializar a venda de embutidos no Brasil

Uma das grandes razões para que a venda de embutidos no Brasil seja menor que a de outros países está relacionada às questões culturais.

Segundo o consultor da Curato, nosso país tem pouca tradição com relação ao consumo de embutidos e, por isso, há muito espaço para crescimento ainda inexplorado. “Falta divulgação cultural para introdução da Charcutaria como parte da alimentação do consumidor brasileiro”, acredita.

Mas além da questão cultural o Brasil ainda apresenta pouca pesquisa para entendermos melhor o mercado e venda de embutidos, o setor da charcutaria e suas demandas. Dessa forma, para potencializar a venda de embutidos no país é preciso levar em consideração alguns fatores:

Primeiramente é preciso promover o aculturamento do consumidor, fazendo-o entender a que charcutaria e os embutidos não se tratam apenas de linguiças e salames. “Hoje em dia temos uma enorme variedade de produtos que são totalmente desconhecidos pelo nosso povo. Temos de fazer esse conhecimento chegar ao consumidor e oferecer novos produtos”, ressalta Navarro.

Também é preciso desmistificar a crença de que embutidos são ruins para nossa dieta, ou que o produto tem muito sal ou muitos conservadores. “O produto de charcutaria quando bem feito, é uma excelente opção para consumo de proteína animal”, explica o consultor da Curato.

Mas, para promover o mercado de embutidos em todo o território nacional, há a exigência de utilização de ingredientes de maior qualidade, com isso fazendo toda a diferença entre o sucesso e o fracasso do negócio. Os embutidos artesanais, por exemplo, exigem o uso de matérias-primas de excelente qualidade.

De nada adianta conhecer todo o processo para produzir um produto com as melhores técnicas de charcutaria se os ingredientes utilizados são de baixa qualidade”, complementa Navarro.

Além disso, para potencializar a venda de embutidos, a realização de boas parcerias é essencial para charcuteiros, onde bistrôs, lanchonetes e restaurantes são excelentes opções para fazer parte do leque de clientes e garantir um fluxo de caixa mensal muito bom.

Por fim, há também a possibilidade e necessidade de investir em divulgação pelas redes sociais, sendo essa uma ótima opção para atingir uma boa parte do público que aprecia boa comida.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar