Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Suplementos para quem passou dos 50 anos: conheça algumas soluções

Article-Suplementos para quem passou dos 50 anos: conheça algumas soluções

Suplementos para pessoas com mais de 50 anos.png
A indústria tem desenvolvido suplementos voltados para pessoas com mais de 50 anos ou que entraram na terceira idade; conheça alguns dos principais produtos

Manter a saúde e a energia é algo que muitas pessoas procuram e, com isso, hoje é possível encontrar diversos suplementos para quem passou dos 50 anos ter mais qualidade de vida. Confira

A longevidade com qualidade de vida tem como base uma dieta saudável e equilibrada para que o corpo receba os nutrientes necessários, e uma nutrição equilibrada é ainda mais importante para a população que passou dos 50 anos.

Além de fornecer energia, os suplementos também ajudam na prevenção de patologias relacionadas à idade. Como o organismo diminui a capacidade de absorver algumas vitaminas e minerais ao longo do tempo, os suplementos podem ser indicados para facilitar essa absorção.

Especialistas em nutrição comentaram sobre as soluções voltadas para pessoas com mais de 50 anos durante o Summit Future of Nutrition, congresso científico da Food ingredients South America (FiSA), tradicional plataforma da indústria de ingredientes.

Relacionado: Crescimento do mercado de suplementos alimentares

O painel “Suplementos 50+: Longevidade tem impulsionado suplementos” contou com a participação de Gislene Cardozo, diretora executiva da ABIAD (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres); Keila Bisinoto, gerente de P&D e Qualidade da Linea Alimentos; e Geórgia Alvares de Castro, sócia da Viva Nutrição e consultora científica da Gelita.

A diretora executiva da ABIAD pontua que, segundo dados do IBGE, a população com mais de 50 anos já soma mais de 42 milhões de pessoas no Brasil, uma alta de 31% com relação à última década. E quais os hábitos para essa população preservar a capacidade? “Alimentação e atividade física”, afirma.

Com o avanço da idade, acontece uma diminuição da musculatura e uma inadequação para absorção de algumas vitaminas. Daí a importância da suplementação alimentar, e 90% dos consumidores entendem que essa suplementação é um complemento da alimentação, diz Gislene.

De acordo com pesquisas da ABIAD, houve um crescimento de 28% nos segmentos de concentrados de proteínas, e de 21% no de vitaminas em 2021 na comparação com o ano anterior. Segundo a diretora, essas pesquisas indicam que as maiores altas foram de Ômega 3, multivitamínicos, vitamina C e colágeno. Este último foi o que teve maior crescimento.

Na quarentena, 48% dos consumidores de suplementos aumentaram o consumo, e 70% dos que passaram a consumir mais suplementos nesse período declararam que vão continuar consumindo definitivamente esses novos produtos, diz a pesquisa. “O consumidor tem ficado cada vez mais consciente dos benefícios de uma boa alimentação, e a maior parte dos suplementos que consomem é voltada para a saúde”, afirma Gislene.

O Summit Future of Nutrition, congresso científico da Fi South America, reserva um dia para os ingredientes funcionais e nutracêuticos. O dia 8 de agosto será dedicado aos Health Ingredients. Garanta já seu ingresso no site oficial.  

[FiSA]Botão-Credenciamento-Summit.gif

Quais os suplementos mais importantes?

Alguns suplementos são essenciais para quem já está com mais de 50 anos, e os principais deles são:

  • Magnésio;
  • Ferro;
  • Cálcio;
  • Vitaminas do complexo B;
  • Vitamina K2;
  • Vitamina D;
  • Glicina;
  • Ômega 3;
  • Coenzima Q10.

Entre tantas opções disponíveis, como saber qual tomar? É importante entender quais são as necessidades atuais do organismo, por meio de exames e consultas médicas, a fim de manter a saúde e ganhar mais benefícios com as suplementações. 

Outra coisa importante é conversar com um nutricionista ou nutrólogo para saber quais suplementações não podem faltar na rotina alimentar.

Confira, a seguir, alguns dos suplementos mais recomendados para quem já passou dos 50 anos.

Proteína de fácil absorção

Keila, da Linea Alimentos, cita o processo natural e progressivo de perda de massa muscular, a sarcopenia, como um dos mais combatidos pelas pessoas que buscam retardar o envelhecimento. Também por isso, os suplementos têm sido cada vez mais procurados por pessoas com mais de 50 anos.

“É importante reverter a situação da perda de tônus muscular, que traz risco de queda, que pode causar até morte”, diz a especialista ao acrescentar que um estilo de vida mais saudável, o consumo de alimentos ricos em vitaminas e minerais e exercícios físicos, principalmente a musculação, ajudam a reduzir essa perda muscular, mas que os suplementos podem ajudar.

Relacionado: Proteínas alternativas se destacam com novas tecnologias

Para se manter ativo e retardar o envelhecimento, a ingestão de proteína é importante, porém, o consumo de carne como opção proteica tem como consequência aumento da ingestão de gordura. Uma alternativa é o suplemento de whey protein, que é facilmente absorvido pelo organismo. 

Na FiSA, a USDEC – U. S. Dairy Council, organização que representa as empresas e associações da indústria de lácteos dos Estados Unidos, apresentou ingredientes como o whey protein em diversos formatos que facilitam a inclusão da dieta, como os crispes, que fornecem até 90% de proteína.

A ingestão de proteína também pode ser feita via consumo de barras de cereais proteicas, ou mesmo com drageados com cobertura de iogurte, por exemplo, que deixam a ingestão mais saborosa.

Colágeno

A sócia da Viva Nutrição e consultora científica da Gelita, Geórgia Alvares de Castro, observa o papel do colágeno na saúde das articulações, que podem ajudar a “viver bem nessa fase, e manter um estilo de vida saudável”, diz.

Entre as patologias da idade, está a perda de tecido conectivo, o colágeno, que representa 30% de toda proteína presente no organismo. Sua importância, além da beleza da pele, é também manter a saúde de músculos, tendões e articulações. “O colágeno é uma proteína preponderante, é a proteína do movimento”, acrescenta Geórgia.

Segundo a consultora, a reposição de colágeno através da alimentação não é suficiente, já que essa substância não é facilmente encontrada em alimentos do cotidiano. Ela está presente na carne, principalmente, mas a ingestão excessiva desse alimento pode trazer outros problemas.

Uma das possibilidades para oferecer a quantidade certa de colágeno é o suplemento Verisol®, que é um peptídeo bioativo de colágeno que apresenta resultados que com validação científica e pode ser utilizado em fórmulas de alimentos, bebidas e suplementos. O produto é aprovado pela Anvisa. “É possível fazer uma suplementação também com whey, que é uma proteína completa, mais o colágeno”, afirma Geórgia.

Café 'reforçado'

A IMCD apresentou na FiSA uma bebida láctea sabor café, protótipo voltado para o consumidor sênior, que contem 15g de proteína e 2,5g de fibras, com vitaminas D3, K2 e B12, em 250ml do produto.

“Desenvolvemos uma bebida de excelente aporte nutricional, utilizando uma proteína time release, isto é, que libera aminoácidos essenciais na corrente sanguínea durante um longo período do dia ou noite, garantindo que o corpo tenha acesso prolongado a fontes proteicas que vão definir a estrutura muscular”, explica Mariana Milliatti, gerente de Food & Nutrition da IMCD Brasil.

Além disso, a solução garante uma experiência sensorial interessante, segundo Milliatti, porque utiliza aromas e tecnologias de dulçor de última geração. “Para textura e sensação na boca, utilizamos um único hidro coloide de origem natural e fibras. Completamos a formula com vitaminas essenciais para manutenção da saúde óssea, cognitiva e da imunidade”, complementa a gerente da empresa.

Para assistir à palestra completa “Suplementos 50+: Longevidade tem impulsionado suplementos”, faça parte da comunidade FiSA BrainBOX, um espaço exclusivo para profissionais que atuam em P&DMarketing e Regulatório. Acesse aqui e conheça todas as vantagens de fazer parte desta comunidade.

Pode tomar whey protein depois dos 50 anos?

Sim! É normal ter dúvidas se o whey pode ser tomado por pessoas mais velhas ou que não fazem atividade física com tanta frequência, mas o whey é um suplemento rico em aminoácidos, que melhora a absorção de nutrientes e o processo de digestão.

Acima dos 50 anos, o whey é um ótimo suplemento para quem busca recuperar a força e a massa muscular, além de combater inflamações e aumentar a energia. Para saber a quantidade a ser tomada, você deve consultar um nutricionista.

Agora que você já sabe quais são os principais tipos de suplementos para quem passou dos 50 anos, vale a pena conferir as tendências desse mercado. Preparamos um guia completo e gratuito para te ajudar a ficar por dentro de tudo sobre esse assunto!

Faça o download do e-book GRÁTIS: [E-BOOK] Panorama do mercado de suplementos

 

 

LEIA MAIS

  1. Pós-biótico e o desenvolvimento de novos alimentos funcionais
  2. Alegações: como destacar benefícios nutricionais no rótulo do produto
  3. Beta-alanina traz novas perspectivas para o setor de suplementos alimentares
  4. Glutamina: a quem o suplemento é destinado?
  5. Conheça os benefícios da suplementação de BCAA para desportistas
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar