Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Você sabe qual é o seu molho secreto?

food service.png
Não tem nada mais entediante do que ver mais do mesmo, você sabe como se diferenciar no meio da concorrência?

Não é nenhuma novidade, o mercado da alimentação hoje é visto como uma grande oportunidade para muitas pessoas que perderam seus empregos ou mesmo tiveram negócios que falharam devido a pandemia. Naturalmente o mercado da alimentação fora do lar é atraente para as pessoas de “fora” pois todos seguem aquela velha máxima que “todo mundo precisa comer” e aí nasce a ideia de se vender comida como meio de ganhar a vida.

Hoje em dia, com os aplicativos de marketplace a todo vapor, realmente se tornou mais fácil começar um negócio de casa mesmo, reduzindo ainda mais a barreira de entrada no mercado. Talvez você seja um desses empreendedores que decidiu começar nesse ramo depois de alguma adversidade na sua vida pessoal ou profissional, pode ser também que tenha vocação empreendedora e decidiu pelo mercado de alimentação por paixão.

Particularmente eu gosto dessa diversidade que o segmento trás, favorece novidades pois as empresas são fundadas por personalidades muito distintas, ninguém está preso e não é aquele mercado onde grandes instituições formam sempre os mesmos líderes há anos. Não o mercado da alimentação é livre, é receptivo, é abrangente... Tudo bem que também tem o outro lado da moeda onde essa mesma característica trás consequências não muito boas ao mercado, mas que não é o meu foco aqui.

O objetivo deste artigo é chamar atenção para o fato que muitos que estão entrando no mercado, entram no susto, sem muito preparo e sem considerar com carinho o que é que ele vai oferecer ao cliente, que valor real ele vai trazer ao mercado, ao cliente? O que funciona para um não necessariamente funciona para todos. Você já pensou em qual será o seu molho secreto, aquele fator que irá te diferenciar de outros no meio de tantos?

90% do seu esforço deve ser no planejamento

O ideal é fazer essa reflexão antes mesmo de abrir as portas ou iniciar as vendas, porém não é raro termos que fazer ajustes no meio do caminho quando percebemos a necessidade. Vamos aqui fazer uma abordagem prática, quase um roteiro para você analisar no seu planejamento ou no seu negócio existente e poder dizer qual é o seu diferencial

Você conhece o seu cliente?

Primeiro de tudo, leve em consideração a sua região, o seu bairro, você não precisa ser o único no planeta a fazer o seu produto, talvez a sua região tenha alguma culinária ou tipologia de negócio na qual é carente, sendo assim pode ser interessante analisar por esse ponto e começar daí. Não quer dizer que você pode simplesmente copiar um outro restaurante em alguma cidade ou lugar diferente e pronto, continue no dever de casa aqui.

A sua história é única

Outro fator importante de diferenciação pode ser a sua história, ninguém mais no planeta terá a mesma história que a sua, talvez você tenha vivido em lugares diferentes, talvez tenha conhecido pessoas com receitas inusitadas ou receitas clássicas que foram perdidas ao longo do tempo. Dê aquela vasculhada na sua vida e veja se encontre algo que realmente possa ser visto como único e atraente. Lembre-se que não precisa ser um cardápio inteiro inusitado, pode ser algo como um restaurante de cozinha italiana, uma cantina com uma receita de capeletti da sua nonna que era especial e o seu restaurante se tornará conhecido por essa receita, mesmo que tenha outros pratos tão bons quanto, essa receita tem história e as pessoas poderiam sair do seu caminho para degustar essa história.

O que você gosta, pode não ser o que o seu cliente está disposto a comprar

Mantenha em mente que o você precisa sempre levar em consideração o seu público local, nada adianta fazer um restaurante sofisticado com carnes especiais em porções pequenas de degustação se o público local deseja comer grande bifes grelhados. Você ainda pode oferecer aquele seu ideal, porém será mais fácil trazer clientes oferecendo aquilo que ele já está disposto a comprar e aos poucos ir “educando” o seu cliente para os produtos que você gostaria de vender.

Tem que ser fácil de entender, comer fora não precisa ser ciência de foguetes

Quando estiver estruturando o seu conceito de negócio, ou se você já tem um restaurante, se pergunte o seguinte. Eu consigo resumir de forma clara o conceito do meu restaurante em 5 ou 10 palavras? Essa definição consegue resumir claramente a experiência e a comida que o seu cliente pode esperar de você? Outra dica é criar o seu discurso único, por exemplo, “o restaurante é o único que...” se você conseguir preencher essa frase de uma maneira realmente única será um discurso forte e terá mais chances de chamar a atenção da sua clientela.

Menos é mais!

Todos nós conseguimos resumir nossa experiência de forma resumida e clara quando estamos nos referindo a grandes redes de restaurante, isso não é aleatório. O ser humano, mais especificamente nosso cérebro, tem a necessidade de facilitar a tomada de decisões simples como o que comer, ele quer economizar energia para que possamos investir mais energia em decisões mais importantes. Por isso se o seu conceito é confuso ou se é muito amplo, quando o seu cliente tiver vontade de comer um hambúrguer por exemplo, ele não vai pensar no seu negócio se você faz sushi e massas italianas também. São poucos os negócios que prosperam de verdade fazendo um pouco de tudo.

Estamos na era da experiência

Isso também nos leva a outro fator, o fato experiência. Lembre-se que sair para comer é uma experiência e muitos negócios usavam isso muito bem ao seu favor. Agora na data em que estou escrevendo este artigo estamos em meio de uma pandemia global onde o atendimento presencial não está sendo permitido, agora será que isso quer dizer que a experiência do cliente deixou de existir? Se você acredita que acabou, sinto em lhe dizer que a experiência do cliente nunca foi tão importante.

Em tempos de delivery, todo e qualquer contato com o cliente faz parte da sua experiência como um todo, desde o site ou aplicativo, ao contato que tem com o atendente, com o entregador, a embalagem, tudo faz parte da sua experiência, não é só uma questão de fazer comida gostosa e coloca em uma embalagem e despachar. O cliente vai dar preferência em gastar seu dinheiro com empresas que ele tem mais segurança da experiência que ele terá, ou seja, maior certeza de que quando ele pedir estará de acordo com as suas expectativas. Não é atoa que as grandes redes são fanáticas por padrão e consistência, seu cliente não só comparará a experiência atual com outras visitas que ele tenha feito no seu estabelecimento, mas também com visitas que ele fez a outras unidades da mesma rede.

Pessoas, pessoas e mais pessoas

Isso nos traz a outro assunto importante, a sua equipe. Eu costumo dizer que estamos no negócio de pessoas e não de comida, isso porque 100% dos seus clientes são pessoas e 100% dos seus funcionários são pessoas, se você não entende de pessoas dificilmente terá sucesso nos negócios. Não adianta ser formado nisso ou naquilo, para se ter sucesso nos negócios precisa entender de pessoas. Já abordamos que precisa saber, entender o que o seu cliente quer, o que ele está precisando e gostaria comprar. Agora com funcionários, você precisa saber o que você quer, quais características você está buscando e traços de personalidade que também gostaria que o seu negócio fosse reconhecido. Esse assunto sozinho já é um artigo, por isso não vou me aprofundar, porém dedique bastante tempo na seleção da pessoa certa, no treinamento de todos do time e da motivação de cada membro. Cuide bem da sua equipe pois é a equipe que cuida do seu cliente, sem cliente negócio nenhum sobrevive.

Notícia boa tem que ser compartilhada

Por último, não esconda o seu diferencial! Eu sei parece um conselho inútil, porém é comum ver bons restaurantes que não sabem divulgar, contar para as pessoas o que fazem eles serem bons, todo o esforço que é feito para entregar um bom produto. Não se iluda com papinho de que faça um bom trabalho que as pessoas viram. Faça um bom trabalho e mostre para o máximo de pessoas o seu bom trabalho, caso contrário poderá demorar muito tempo até que você fique conhecido e reconhecido pelo esforço que você coloca no seu negócio diariamente.

Cobrimos bastante coisa aqui neste artigo e espero ter contribuído na sua jornada com alguma dica ou orientação do que fazer e do que não fazer ao criar o seu negócio. Pode ser que você já tenha um negócio e percebe que precisa de alguma mudança para realmente alavancar os resultados, utilize esses tópicos para uma reflexão profunda e veja se consegue melhorar de alguma forma o seu diferencial, o seu molho secreto...

Nos últimos anos tenho ajudado diversos restaurantes a criarem conceitos ou simplesmente a melhorar aquilo que já existe através da minha empresa de consultoria a Orella e posso te afirmar que sempre há um jeito para se destacar. É mais fácil copiar alguém, eu sei, porém eu também sei que é mais gratificante se reconhecido pelo seu próprio conceito.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar