Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Conheça todos os benefícios da embalagem flexível para o setor de food service

Article-Conheça todos os benefícios da embalagem flexível para o setor de food service

embalagem-flexivel.jpg

As embalagens flexíveis apresentam vantagens para a cadeia alimentícia, dentre elas a promoção da segurança no armazenamento, da qualidade dos produtos para o consumidor final e respeito ao meio ambiente. A seguir, veja como usá-las no setor de food service.

As embalagens flexíveis estão presentes em diversos setores da indústria, do agrícola ao farmacêutico. Elas são responsáveis por proteger e manter a qualidade de diversos produtos.

Segundo estudo realizado pela Mordor Intelligence, o setor de embalagens espera movimentar US$ 432,04 bilhões até 2028. Essa projeção está relacionada à mudança de hábitos de consumo das pessoas e a preocupação com o desenvolvimento sustentável. 

Por isso, na área dos alimentos é fundamental entender sobre os benefícios da embalagem flexível e como ela pode contribuir para o setor de food service, ampliando ainda mais o padrão dos produtos para o consumidor.

Relacionado: Tendências em food service e sorvetes para 2024

O que são embalagens flexíveis?

A embalagem não apenas envolve os produtos, ela é a responsável por determinar como serão acondicionados, expostos nas prateleiras e até enviados via delivery. 

A embalagem flexível é um tipo de filme plástico, produzido por meio da flexografia – processo no qual uma borracha (chamada clichê) recebe tinta e transfere a arte para o filme flexível, sendo ela a própria embalagem. 

Podem ser fornecidas em bobinas para máquinas empacotadoras automáticas, em sacos ou folhas de empacotamento manual.

Relacionado: Geração Z: os nativos digitais no olhar do food service

Vantagens das embalagens flexíveis

As vantagens de adotar embalagens flexíveis são muitas. Tanto a empresa, como o consumidor final, são beneficiados pela maior qualidade dos produtos e segurança alimentar.

Além disso, o meio ambiente também agradece. Atualmente, é fundamental que os setores da produção pensem e criem soluções inovadoras para as embalagens, com menos impacto ambiental. 

A seguir, destacamos alguns benefícios das embalagens flexíveis e como a sua empresa pode se beneficiar. 

Redução de custos na produção 

As embalagens flexíveis auxiliam na redução de desperdício de matéria durante o processo produtivo. Como são feitas sob medida, os custos são menores, pois a embalagem é criada conforme a quantidade do produto.

Maior sustentabilidade 

Em termos ambientais, as embalagens flexíveis auxiliam a diminuição dos resíduos e desperdício de matérias-primas, pois o processo produtivo é muito mais eficiente. Além disso, a emissão de gases de efeito estufa são reduzidas.

Relacionado: Futuro sustentável e as tendências para o setor de alimentação fora do lar - Parte I

Segurança alimentar

Para os clientes, os benefícios também são significativos. As embalagens flexíveis protegem os alimentos, garantindo maior segurança alimentar e melhoram a experiência do consumidor final

Design atrativo e inovador

Permitem que a criatividade e inovação façam parte do universo do cliente e dos produtos. É possível criar visuais inovadores e atrativos para fins de marketing, atraindo ainda mais os consumidores. 

Melhor conservação dos produtos 

Protegem contra umidade, poeira, mofo, entre outros, que podem afetar a qualidade dos alimentos. 

Facilita o transporte 

Ao contrário das embalagens rígidas, elas reduzem os custos com transporte e manuseio, pois são mais leves.

embalagem flexível vista de cima dentro de caixa de papelão

Relacionado: Ecodesign: entenda como utilizar o conceito muito além da embalagem

Tipos de embalagens flexíveis para o food service

As embalagens flexíveis se adaptam ao formato do produto e, por isso, conseguem acondicionar muito bem o seu conteúdo.

No contexto do food service, várias embalagens flexíveis são utilizadas para atender às diferentes necessidades de armazenamento, transporte e apresentação dos alimentos. 

Sachês

São pequenos pacotes selados usados para colocar porções individuais de condimentos, molhos, temperos, ou até mesmo bebidas em pó. São práticos e minimizam o desperdício.

Embalagens retráteis

São filmes plásticos que encolhem ao serem aquecidos, aderindo firmemente ao produto que embalam. São utilizadas para manter produtos ou embalar individualmente itens como pizzas congeladas, carnes e queijos.

Bandejas 

Bandejas de plástico ou papel que podem ser seladas com filme plástico. São comuns para refeições prontas que necessitam apenas de aquecimento antes do consumo.

Embalagens para bebidas

Incluem pouches especiais para bebidas, que podem vir com bicos dosadores ou tampas reutilizáveis, usadas para sucos, smoothies, e outras bebidas.

Papéis especiais e laminados

Usados para embrulhar lanches, sanduíches, e outros alimentos para consumo imediato. Esses papéis podem ser tratados para serem resistentes a gordura e umidade, preservando a qualidade do alimento.

Como usar embalagens flexíveis no food service

embalagem flexível usada em sachê de ketchup vista de cima

A utilização de embalagens flexíveis no setor de food service é uma prática que contribui para a eficiência, segurança alimentar e experiência do consumidor. Porém, existem algumas maneiras para utilizá-las da melhor forma. 

Saiba qual é a natureza do produto

É importante entender qual é o tipo de produto oferecido. Para alimentos frescos e perecíveis (como carnes, queijos e refeições prontas), utilize embalagens com boas propriedades de barreira contra oxigênio e umidade para prolongar a vida útil.

Já para alimentos secos (como grãos, café e snacks), escolha embalagens que protejam contra umidade e luz.

Priorize a segurança alimentar

Use embalagens que ofereçam selagem hermética para evitar contaminação e vazamentos, mantendo os alimentos seguros e frescos durante o transporte.

Escolha embalagens de fácil uso

Para refeições prontas, utilize bandejas que possam ir diretamente ao micro-ondas ou forno, proporcionando facilidade de preparo.

Não esqueça da sustentabilidade

Prefira materiais recicláveis ou biodegradáveis, atendendo à crescente demanda por soluções sustentáveis.

Avalie a possibilidade de reduzir a quantidade de material utilizado sem comprometer a qualidade da embalagem.

Eficiência no transporte e armazenamento

Para serviços de entrega, escolha embalagens que mantenham a integridade do alimento durante o transporte, mantendo a temperatura adequada.

Atenda às normas sanitárias

Garanta que as embalagens atendam às regulamentações de segurança alimentar e padrões de contato com alimentos.

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância em Saúde) publicou uma Resolução em 2024 sobre a regularização de alimentos e embalagens. A RDC nº 843, de 22 de fevereiro de 2024, estabelece boas práticas para o manuseio de embalagens para diferentes categorias de alimentos. 

Ter atenção aos principais pontos da RDC e da Instrução Normativa - IN nº 281 é muito importante para atuar no setor de food service.   

Perspectivas das embalagens para o futuro no Brasil

A tendência é que o setor de embalagens continue crescendo no Brasil e a perspectiva é que o segmento cresça 1,6% até o final de 2024, segundo dados da Associação Brasileira de Embalagens (ABRE). 

Esses dados correspondem ao aumento da demanda por embalagens na indústria alimentícia, impulsionado pelo aumento populacional e mudanças de estilo de vida das pessoas. 

Outro fator é a inovação presente no mercado. Atualmente há diversas opções de embalagens criadas para reduzir o impacto ambiental e promover a segurança alimentar dos consumidores.

De modo geral, espera-se que a indústria de embalagens evolua cada vez mais, não em termos numéricos, mas em relação a práticas ambientais cada vez mais responsáveis. 

 

LEIA MAIS

  1. Diagnóstico indica que ações sustentáveis de gestão de energia estão entre as medidas mais adotadas por bares e restaurantes
  2. Restaurantes se adaptam às tendências de alimentação saudável
  3. Gestão de resíduos: aprenda como fazer o descarte correto do lixo comum em restaurantes
  4. Equipamentos inteligentes: tendências para cozinhas 4.0
  5. Treinamento, capacitação e profissionalização constantes no food service
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar