Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Inovação em food service: sua empresa em Eterno Beta

Inovação em food service - a sua empresa em Eterno Beta.jpg
Precisamos de culturas que se metamorfoseiam continuamente, recebendo e compreendendo estímulos, projetando cenários e criando propostas para o futuro de seu ecossistema.

Há anos que o debate de negócios gira em torno das habilidades de inovação das empresas. Precisamos de culturas que se metamorfoseiam continuamente, recebendo estímulos externos, compreendendo estímulos, projetando cenários e criando propostas para um novo futuro para o seu ecossistema. Este movimento de estar em Eterno Beta é uma ruptura com a cultura anterior, que buscava excelência operacional ao esmiuçar cada um dos elementos das operações ao seu menor detalhe e encontrar a melhor forma de realizá-lo. Quando estamos em Eterno Beta, não há tempo para esta busca – e nem sentido. Quem está em Eterno Beta não tem elementos a serem detalhados, pois estes elementos continuamente se transformam.

Nada do que trouxe no parágrafo anterior é novo. São teclas batidas há anos, por consultores, gurus da inovação, a galera do design, entre outros. Talvez você esteja até cansado ou cansada de escutar novamente alguém falando de inovação por aqui.

Bom, então lhe convido à reflexão: se a necessidade de inovação é tão óbvia há tantos anos, por que a pandemia tem sido tão dolorosa, especialmente com o setor de bares e restaurantes?

As pessoas continuam querendo comer, não?

Apesar dos fechamentos de setor – e cada estado teve seu modelo até aqui, na falta de articulação nacional que é a tônica do enfrentamento à pandemia no Brasil – bares e restaurantes ainda podiam funcionar. O que de modo geral esteve restrito neste momento é o salão: este palco em que se tangibiliza boa parte do que está embutido nos custos (e preço) da comida servida.

A demanda continuou, ela só não podia ser mais atendida da forma anterior. Quem está em Eterno Beta, mudou. A gente viu até Chef famoso dando aula de culinária. Quem nunca nem mudou a toalha de mesa, bom.

Além das pessoas continuarem querendo comer, muitas delas continuam sem saber cozinhar, não?

Muita gente se viu, do dia para a noite, sem o apoio dos locais que usava para contornar a sua falta de eficiência culinária. Gente que dependia do restaurante da empresa. Gente que comia no quilo todos os dias. Gente que se precisasse fritar um ovo, pedia uma pizza.

Para quem esse povo todo se virou no evento da pandemia? Muitos restaurantes já operavam em sistema de take away e delivery, pontos para eles. Aqui na minha pequena cidade do interior do Rio Grande do Sul, uma pequena economia informal entre comerciantes e motoboys cumpria o papel de alimentar as casas cansadas de cozinhar.

E quem não operava neste sistema – o que fez? Alguns restaurantes em Eterno Beta desenvolveram embalagens, sistemas de entregas, alguns criaram seus próprios apps. Muitos, por outro lado, se renderam às facilidades e visibilidades de apps de entrega de comida – deixando para estes consolidadores não apenas uma parcela significativa das suas margens, mas também quase todo o conhecimento que uma empresa adquire conforme vai entendendo o comportamento do consumidor.

Houve muita mudança, pouca inovação – afinal, em boa parte destas mudanças se perdeu valor, e inovação tem a ver com geração de valor.

Além das pessoas continuarem querendo comer, muitas delas continuaram sem saber cozinhar, e muitas mães estão surtando com o acúmulo de trabalho, cuidado com os filhos e a casa, não?

Eu adoraria poder dizer “mães e pais” – mas estaria mentindo. Quem perdeu o emprego, ou deixou seu emprego, com a quebra das redes de apoio para cuidado dos filhos, foram em maioria as mães. 50% das mulheres passaram a cuidar de alguém na pandemia: seja uma criança, uma pessoa idosa, acamada ou com necessidades especiais. Quem está cuidando de filhos em home offices forçados, não negociados, enjambrados, também são em maioria mães. Mães que até podem saber cozinhar, mas têm tempo?

Que soluções poderiam ter sido pensadas – e ainda podem ser pensadas – para o atendimento contínuo de famílias em casa? Para aliviar a carga destas famílias equilibrando vários pratinhos ao mesmo tempo? Que triangulação entre empresas, governos e sociedade pode ser pensada – e será que alguém já pensou em ajudar as mães com comida?

Sim, temos uma massa de desempregados e uma economia que se retraiu cerca de 4% em 2020: então há um limite para a busca de novo valor, pois a nossa economia brasileira é hoje menor. O que então estressa ainda mais o ponto: quão únicas e solucionadoras são as suas ofertas na sua região de atuação? Quão inovadora é a sua empresa no contexto em que está inserida?

Se a pandemia trouxe algo de positivo em um país que já perdeu mais de 400 mil de seus habitantes, é o alerta. Não temos mais o luxo de nos deitarmos esplêndidos no berço, deixando o Sol bater no rosto, no macio azul do mar.

Belchior já nos alertou: 

Uma nova mudança em breve vai acontecer

E o que há algum tempo era jovem novo

Hoje é antigo, e precisamos todos rejuvenescer.

O que há ontem era novo, hoje já é antigo. Esse é o modelo dos novos tempos, e Belchior já sabia isso lá nos anos 70. Faz tempo que precisamos todos rejuvenescer.

Se você sobreviveu à pandemia até aqui, parabéns. Sem um plano de enfrentamento estruturado, só saber inovar não foi suficiente em muitos dos casos. Você deve ter descoberto muitas coisas novas nesse percurso – e colocado muitos destes planos em Beta.

Seja bem-vindo e bem-vinda à sua empresa daqui em diante: um Eterno Beta.

*Cristina Leonhardt é fundadora do site Sra Inovadeira e cofundadora da Tacta Food School, onde atua como Diretora de Inovação para projetos de Gestão Estratégica de P&D e Desenvolvimento de Produtos. Mentora da Terra Accelerator.

 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar