Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

O consumo de fibras pode prevenir a morte de milhões de pessoas

consumo de fibras.png
A maior taxa de ingestão de fibras tem relação direta com a redução dos riscos de doenças crônicas não transmissíveis de acordo com periódico britânico

O consumo regular de fibras na dieta já era algo preconizado pelos mais respeitados órgão de saúde. Mas uma revisão sistemática realizada pela The Lancet, revista britânica de medicina, mostrou efeitos ainda mais significativos da fibra para os indivíduos, atuando de maneira incisiva no quesito de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT).

Segundo os achados do estudo, os indivíduos que consumiram mais fibras tiveram uma redução de 15-30% na mortalidade por todas as causas e também naquelas ocasionadas por motivos cardiovasculares.

Também ganhou destaque o fato de que o maior consumo de fibras a relação com a diminuição da incidência de doença coronariana, da incidência e mortalidade por derrame, por diabetes tipo 2 e câncer colorretal.

A redução do risco preconizado pela ingestão maior de fibras e associada uma série de desfechos críticos foi maior quando o consumo diário de fibra alimentar estava entre 25 g e 29 g.

Além disso, para cada 8 g de fibras a mais consumidas por aqueles indivíduos houve redução:

-> 19% de eventos cardiovasculares

-> 15% de diabetes

-> 8% de câncer colorretal

-> 7% de mortalidade

Os dados foram analisados comparando os indivíduos com maior consumo de fibras com os que consumiam menos perpassando por mais de 135 milhões de pessoas em todos as pesquisas revisadas.

É interessante destacar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que as DCNT são responsáveis por cerca de 70% de todas as mortes no mundo, sendo que desses óbitos 16 milhões ocorrem prematuramente (abaixo de 70 anos de idade).

A OMS também  aponta que o crescimento das DCNT está intimamente associado com o aumento de quatro principais fatores de risco: tabaco, inatividade física, uso prejudicial do álcool e dietas não saudáveis. A intervenção em qualquer um destes fatores de risco poderia resultar em redução do número de mortes em todo o mundo.

Como forma de controlar um dos fatores de risco, cresce a importância de uma alimentação saudável e balanceada. Daí ocorre a relevância das fibras nas dietas como componentes alimentares que podem ajudar na prevenção e atenuação destas enfermidades.

meta-análise - relação consumo de fibras x saúde: https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S0140-6736%2818%2931809-9

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar