Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Quer causar boa impressão nos clientes? Invista em treinamento da sua equipe

Veja como fazer uma boa escala de folgas no restaurante

Veja como fazer uma boa escala de folgas no restaurante, respeito às leis e sendo justo com todos os seus colaboradores.

Com exceção das grandes redes, que têm um departamento de RH bem estruturado, a escala de folgas no restaurante, em estabelecimentos menores, é quase sempre feita pelo administrador ou chefe de cozinha. 

Trata-se de uma atividade bastante desafiadora, tendo em vista que é preciso cumprir a legislação, respeitar os limites dos funcionários e, ao mesmo tempo, manter o estabelecimento em pleno funcionamento.

Conforme explica a gastróloga Carieli Leites, “em restaurantes, os colaboradores quase sempre trabalham sobre pressão exaustiva, de modo que o cuidado é para que não fadiguem, dando um descanso justo para que a produção siga com qualidade”.

Como fazer uma escala de folgas no restaurante? 

Como muitos restaurantes funcionam sete dias por semana, é importante que se busque na legislação trabalhista, o modelo de escala mais adequado para cada situação. 

Atualmente existem seis tipos de escala de folgas no restaurante que podem ser realizadas. Confira!

Escala 5x1

Nesse tipo de escala de folgas no restaurante, a cada cinco dias trabalhados, o funcionário tem direito a um dia de folga. A duração máxima da jornada deve ser de 7 horas e 20 minutos.

Escala 5x2

Nessa escala, são trabalhados cinco dias e folgados dois durante a semana. Vale lembrar que as folgas não precisam ser consecutivas. Já a jornada diária, deve ter, no máximo, 8 horas e 48 minutos de duração.

Escala 6x1

Aqui são trabalhados seis dias por semana, seguidos de uma folga. Esse é um dos modelos mais comuns nos restaurantes, mas deve-se respeitar um limite de 8 horas por dia de jornada.

Escala 12x36

Nesse tipo de escala, o funcionário trabalha 12 horas seguidas e depois folga 36. Ela é pouco usual em restaurantes, mas é comum de ser praticada em cozinhas de hospitais, por exemplo.

Escala 18x36

Na escala 18x36, são trabalhadas 18 horas corridas, seguidas por 36 de descanso. Por ser bastante exaustiva, ela é pouco recomendada para restaurantes.

Escala 24x48

Aqui são trabalhadas 24 horas diretas, seguidas por 48 de folga. Essa modalidade é bastante comum para médicos e policiais, mas quase não se aplica em restaurantes.

Independentemente da escolha feita, existem algumas regras que devem ser observadas, como destaca Leites: “É assegurado a todo trabalhador um descanso semanal de, no mínimo, 24 horas consecutivas. Essa folga deve coincidir com o domingo pelo menos uma vez a cada sete semanas”.

A especialista ainda comenta que, no trabalho contínuo, cujo período exceda seis horas, é obrigatório um intervalo para o repouso e a alimentação de, no mínimo uma e no máximo duas horas consecutivas.

Mais do que seguir às leis, ao fazer uma escala de folgas em restaurantes, é preciso ter um senso de justiça, até mesmo para conquistar a retenção de talentos. Leites explica que é necessário ser justo com todos os funcionários e respeitar o descanso semanal, fazendo revezamentos.

Assim, os colaboradores se sentirão respeitados, poderão gozar de suas folgas com uma frequência programada aos finais de semana, para aproveitar com suas famílias e amigos. Isso tudo resulta em um time mais engajado e disposto a cumprir com as tarefas de forma correta no restaurante.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar