IoT e o futuro do setor de alimentos e bebidas como um todo

18.10.21_IoT e o futuro do setor de alimentos e bebidas como um todo.jpg
O futuro do setor de alimentos e bebidas será diretamente impactado pela IoT. Veja como aproveitar a nova tecnologia neste artigo!

O futuro do setor de alimentos e bebidas será diretamente impactado pela IoT. Saiba mais!

A Internet das Coisas, ou IoT, como é abreviada na sigla inglesa, refere-se a dispositivos que coletam e transmitem dados pela internet. O recurso promete movimentar o futuro do setor de alimentos e bebidas como um todo.

Guilherme Azevedo, cofundador da Sigmais, empresa especialista em IoT, conversou conosco sobre esse assunto. Nos tópicos a seguir, confira as contribuições que ele nos trouxe.

A implementação da IoT na indústria de alimentos e bebidas

Na visão de Azevedo, não é difícil implementar a IoT na indústria de alimentos e bebidas. Ele explica que, como são dispositivos autônomos e que se comunicam por meio de redes públicas de comunicação sem fio com ampla cobertura, a instalação é rápida dos dispositivos de IoT é rápida e permite mais velocidade na coleta de dados.

O especialista complementa: “Além do tempo de implementação ser rápido, há ainda a vantagem da fácil adaptação às necessidades do cliente. Com isso, não há necessidade de interferir na infraestrutura de um estabelecimento como supermercados, por exemplo”.

Assim sendo, para implementar a IoT, basta a instalação simples  do dispositivo. Em seguida, os recursos estarão disponíveis para ajudar os gestores em tomadas de decisões.

Benefícios da IoT para o segmento de alimentos e bebidas

Azevedo comenta que, em se tratando de alimentos e bebidas, conhecer o mais pormenorizadamente possível as condições de produção e armazenamento é muito importante, além de, em muitos casos, ser até um impositivo normativo e legal.

Assim sendo, esse é um dos principais benefícios da IoT para o mercado de alimentos. Nas palavras do especialista: “Dispositivos enquadrados nesta categoria permitem, por exemplo, conhecer a temperatura de armazenamento, transporte e até no ponto de venda”.

Dessa forma, a IoT promete garantir a qualidade, reduzir perdas e atender às demandas normativas e legais na indústria de alimentos.

Formas de uso da IoT no futuro do setor de alimentos e bebidas como um todo

O futuro do setor de alimentos e bebidas deverá ser muito impactado com a IoT. Isso deverá acontecer desde os trabalhos de produção agrícola até o momento em que a comida chega no prato do  consumidor.

“Dentro dos processos industriais, pode-se usar a IoT para medir pressões de equipamentos, temperaturas, parâmetros físicos e ambientais necessários para a qualidade da produção, além de volumes e automação nas fábricas”, exemplifica Azevedo.

Já no caso dos supermercados, que vendem os alimentos para o consumidor, de acordo com o cofundador da Sigmais, é possível usar a IoT para mensurar a temperatura dos produtos nas gôndolas. Assim, se garantem itens sempre frescos para os clientes.

Nos restaurantes, por sua vez, Azevedo comenta que é possível acompanhar se a comida está exposta em temperaturas ideais para ser consumida pelos clientes sem riscos à saúde.

O especialista diz que, além dessas, há ainda uma infinidade de possibilidades de aplicações no ramo de alimentos e bebidas no que tange à produção, transporte, armazenamento e distribuição.

A IoT, sem dúvida, está entre as principais tecnologias que impactarão o futuro da indústria de alimentos e bebidas.

Saiba mais sobre os novos rumos da indústria 4.0 no setor de alimentos, baixando o nosso e-book que trata sobre esse tema!

 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar