Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Como substituir ingredientes por opções mais saudáveis sem prejuízos

30.08.2021_Como substituir ingredientes por opções mais saudáveis sem prejuízos.jpg
Você sabe como substituir ingredientes por alternativas que proporcionem aos clientes mais saúde e qualidade de vida? Venha conosco e saiba mais!

A busca por uma alimentação mais saudável está cada dia mais presente na vida dos consumidores. Por conta disso, as empresas precisam se reinventar para atender a essa população, a qual prioriza o bem-estar e qualidade de vida. Por isso, aprender como substituir ingredientes é uma ótima possibilidade.

A notícia boa é que existem diversas alternativas, pois há como substituir ingredientes tradicionais por opções mais saudáveis. Tudo isso sem grandes mudanças no sabor, mas com ganho de saúde.

Para falar um pouco mais sobre essa temática, entrevistamos a nutricionista funcional, clínica e esportiva da Clínica FVC, Samara Plentz. Boa leitura!

Quais ingredientes podem ser substituídos sem prejuízos financeiros e gerando ganho de valor no aspecto da saúde?

Vamos aprender como substituir ingredientes? Veja!

Samara Plentz comenta que é essencial evitar óleos refinados (canola, soja, milho) ou gordura vegetal hidrogenada e margarina na hora do cozimento dos alimentos. Dessa maneira, as melhores opções seriam a manteiga, o azeite ou o óleo de coco.

“Quando não for possível consumir o azeite extra-virgem pelo custo, é importante escolher o virgem ou o óleo composto, que não é a melhor opção, mas ainda é menos pior do que os óleos refinados”, explica a especialista.

Outro exemplo é o amendoim: muitas pessoas compram o japonês (com uma casquinha feita de gordura). O ideal seria consumir o amendoim puro, sem qualquer tempero.

“E já que falamos em temperos, nada de escolher caldos prontos, tabletes de sabor. Em vez de usar pacotinhos prontos ou tabletes de caldos, abuse de ingredientes naturais, como ervas (louro, orégano, manjericão, salsa, cebolinha, ervas de provence) e especiarias (como páprica defumada/picante/doce, açafrão, pimenta-do-reino, pimenta-rosa, zátar, pimenta-branca, pimenta-calabresa, curry, dentre tantas outras que encontramos no mercado”, reforça ela.

Como substituir ingredientes de forma atrativa para os clientes do restaurante, empresa ou produtora de alimentos?

Samara comenta que é sempre preciso pensar no custo-benefício dos alimentos que serão repassados. Afinal, alguns se tornarão mais caros e, outros, mais baratos. Então, é fundamental ter um planejamento para avaliar essas possibilidades no seu restaurante.

A especialista ainda dá a dica para as empresas que sentem certo receio de inovar nos condimentos e conteúdos dos pratos. “É possível dar uma ‘gourmetizada’ para gerar uma curiosidade gradual. Assim, fica mais fácil convidar as pessoas a experimentar pratos novos e, dessa forma, se tornar adeptos a eles”.

O que é preciso saber antes de realizar essas substituições?

“Quanto maior a qualidade e pureza dos alimentos, maior o seu custo. Isso significa que quanto mais produtos químicos e artificiais um alimento tiver, quanto mais barata e com maior rendimento for a sua matéria-prima, menor o seu grau de pureza, e consequentemente, menos saudável ele será”, explica Samara.

Por isso, é preciso aprender a ler rótulos dos alimentos. A especialista explica que a regra é básica: quanto menos ingredientes o produto tiver, melhor. Quanto menos nomes desconhecidos e siglas na rotulagem, maior o seu grau de pureza.

Quais são as tendências da indústria de alimentos neste sentido?

“Todos os ‘antes’ infelizmente não são saudáveis! Corantes, flavorizantes, espessantes, conservantes, aromatizantes, emulsificantes e, claro, os adoçantes”, explica Samara.

Para finalizar, a especialista cita algumas tendências da indústria de alimentos:

  • óleos naturais (como o de côco);
  • açúcares brutos (como o mascavo);
  • veganismo; e
  • vegetarianismo.

Gostou de aprender mais sobre como substituir ingredientes por opções mais saudáveis? Se sim, veja quais são as tendências para o mercado de ingredientes. Boa leitura!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar