Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Empreendedorismo: cresce número de empresários do ramo de alimentação

empreendeder em alimentação.png

A pandemia da Covid-19 fez com que muitas pessoas tivessem que se reinventar. Para completar a renda, muitos tiveram a ideia de empreender e criar os seus próprios negócios, tirando sonhos antigos do papel. A alimentação domiciliar foi um dos segmentos que mais cresceu na pandemia, com muitas novas empresas do ramo abertas nos últimos meses.

De acordo com um levantamento feito pelo aplicativo Easy MEI, entre março e junho de 2020, o segmento teve um avanço de 10,4%. Antes mesmo da pandemia, o setor já estava em evidência. Segundo dados do Ministério da Economia, nos últimos cinco anos, o número de empresários no ramo da alimentação domiciliar cresceu 134%, passando de 102,1 mil, em 2014, para 239,8 mil, em 2019.

Dicas práticas para entrar no ramo da alimentação domiciliar

Não faltam exemplos e ideias de negócios de alimentação fora do lar! Marmitas fitness, brigadeiros gourmet, bolos de pote… São várias opções que os empreendedores podem escolher para abrir um novo negócio.

Porém, é preciso ter alguns cuidados e seguir orientações para que o negócio realmente dê certo. Conversamos com o consultor e professor de gastronomia Silvio Machado, que compartilhou conosco algumas orientações. Veja!

Defina o segmento

Definir o segmento em que vai atuar é muito importante para ter sucesso ao empreender no ramo de alimentação domiciliar. Para isso, é necessário ter conhecimento do público que você deseja atingir. “Fazer uma pesquisa com possíveis clientes é uma boa maneira de conhecer o que as pessoas estão desejando no momento”, diz o professor. 

Ele também orienta a criar formulários no Google Docs e compartilhar em grupos da sua cidade ou bairro no Facebook, para coletar respostas de pessoas que poderiam comprar de você.

Escolha um local para o seu negócio funcionar

Embora a alimentação domiciliar, na maioria dos casos, funcione apenas com delivery ou entregas programadas, é preciso ter cuidados com o local em que o negócio vai funcionar.

Machado orienta: “O empreendedor deve conversar com a Vigilância Sanitária e outros órgãos do seu município para adequar o negócio com as medidas de higiene e segurança impostas por lei. Ao mostrar para o cliente que tudo está nos conformes, ele estará mais seguro para comprar”.

Saiba quais equipamentos são necessários para tocar o seu negócio

Sobre os equipamentos indicados para um negócio de alimentação fora do lar, o consultor explica que eles variam muito, de acordo com o tipo de alimento produzido.

Ele orienta fazer um levantamento e ver o que é essencial para a produção, para que o negócio possa começar. Depois, conforme os lucros forem vindo, podem ser adquiridos mais itens para facilitar o dia a dia.

Dê uma atenção às embalagens

“As embalagens precisam ser práticas e seguras ao mesmo tempo”, comenta Machado. Por isso, é importante que você pesquisa boas opções, que deixem o alimento na temperatura ideal e com todo o sabor que os seus clientes desejam. Se trabalha com delivery, também é importante que a embalagem seja muito bem vedada, para evitar vazamentos até chegar na casa do cliente.

 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar