Food Connection faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Um futuro remoto nem tão distante assim

trabalho remoto na indústria.png
Atualmente, cerca de 80% de todas paradas não programadas na indústria alimentícia e que demandam algum tipo de manutenção podem ser solucionadas remotamente

Em fevereiro, completamos um ano desde o primeiro caso oficial de Covid-19 no Brasil e do subsequente início das medidas de distanciamento social. Como em um filme de ficção científica, em pouco tempo fomos forçados a rever hábitos e a adaptar rotinas. Para atividades complexas como a operação industrial, isso representou um enorme divisor de águas e a ascensão de tecnologias que, sem a pandemia, talvez levassem alguns anos até amadurecerem ao ponto de ganharem escala comercial.

No rol de inovações que ganharam força durante a pandemia estão aquelas baseadas em ferramentas digitais e que permitem interações remotas entre diferentes elos da cadeia de fabricação de um produto. No caso de setores essenciais, como a indústria de alimentos e bebidas, essas tecnologias avançam em ritmo ainda mais acelerado, mostrando o quanto são valiosas para agilizar atendimentos e evitar paradas que comprometeriam linhas inteiras de produção e o abastecimento do mercado consumidor.

Em diferentes regiões do mundo, fabricantes puderam evitar paradas em suas fábricas por contarem com soluções de suporte remoto para solução de problemas técnicos e manutenção de máquinas. Conectados ao sistema de produção do cliente, técnicos podem avaliar parâmetros e rapidamente identificar potenciais desvios impactando a operação de um equipamento ou de uma linha de produção.

Esta é uma solução que sempre foi utilizada pelas empresas, mas com a pandemia, o volume se acelerou exponencialmente, principalmente por conta do lockdown e restrições de acesso às plantas, que fizeram com que a percepção de valor do suporte remoto aumentasse consideravelmente. Na Tetra Pak, temos atualmente mais de 400 fábricas de clientes com contrato de serviços com atendimento remoto ao redor do mundo, com mais de 3.300 casos que acionaram esse canal de resolução de problemas apenas em 2020.

Hoje, há casos de fábricas que relataram problemas com potencial para persistir por dias e que foram solucionados em questão de poucas horas ou minutos. Não é de se admirar, portanto, que o suporte remoto para manutenção tenha despontado como aliado de primeira hora de fabricantes em diferentes partes do mundo.

Atualmente, cerca de 80% de todas paradas não programadas na indústria alimentícia e que demandam algum tipo de manutenção podem ser solucionadas remotamente, segundo estimativas da Tetra Pak globalmente. No caso de situações mais complexas que exijam a presença física de um profissional, o suporte remoto tem o potencial de agilizar o atendimento, pois permite que engenheiros de serviço compreendam a situação de antemão e as suas possíveis causas, reduzindo o tempo de inoperância das máquinas.

Contudo, além de eventos de manutenção, ações de suporte remoto também estão sendo utilizadas na instalação de novas linhas. Neste caso, não se trata de uma parada não programada de equipamento, mas de uma oportunidade de utilizar conhecimentos técnicos bem específicos que estão em outros países, mas traduzidos para o seu idioma, para a instalação de novas máquinas ou em projetos que visem melhorias operacionais, reduzindo os custos e tempo de implementação

Durante a pandemia, por exemplo, um laticínio brasileiro utilizou o suporte remoto para realizar a instalação de um novo equipamento em uma de suas fábricas. Ao eliminar o deslocamento de equipes técnicas, toda a ação foi concluída na metade do tempo habitual, além de eliminar custos decorrentes do deslocamento de profissionais especializados.

Após um ano do primeiro caso de Covid-19 no Brasil, é notável o impacto da pandemia em diferentes setores da sociedade, não havendo distinção para o setor industrial. Mudanças estruturais profundas estão ocorrendo, com especial velocidade no que tange à adoção de novas tecnologias. E ainda que pareça obra de ficção científica, trata-se apenas de uma nova realidade se impondo de forma extremamente rápida e, muitas vezes, sem retorno ao modelo que tínhamos antes de 2020.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar