A harmonia perfeita da enogastronomia vegana

enogastronomia vegana.jpg

Se você pensava que vinhos não combinam com comidas saudáveis, sustentáveis e livres de sofrimento animal, está na hora de rever seus conceitos. Tradicionalmente associados ao consumo de carnes e queijos de maneira geral, o mercado de enogastronomia pode oferecer uma boa oportunidade de negócios, uma vez que o público vegano e vegetariano tem crescido cada vez mais no Brasil e no mundo. Diante de tamanha oportunidade, vale abordar algumas combinações e curiosidades que podem fazer toda a diferença na hora de montar um cardápio que ofereça uma boa harmonização com vinhos.

Mas antes de começarmos com as sugestões de pratos, é importante entender que nem todo o vinho é vegano. É isso mesmo. Embora o processo de produção de vinhos seja algo muito simples, pois usa como base leveduras presentes na casca das frutas ou adicionadas industrialmente, o processo conhecido como clarificação da bebida pode usar produtos de origem animal. Além da albumina, proteína presente na clara do ovo, também podem ser aplicadas a gelatina (proteína animal) e a caseína (proteína do leite), que ajudam a acelerar a produção e a reduzir o custo.

Teoricamente, esse tipo de informação deveria estar presente no rótulo do produto. Mas nem sempre funciona assim. O mais fácil é procurar por expressões como "não filtrado", "não afinado" ou "métodos de autoclarificação natural". Em outras palavras, isso significa que nenhum produto de origem animal foi usado, liberando o consumo para os veganos.

Uma vez esclarecida a questão relacionada à composição dos vinhos, agora é a hora de partirmos para a famosa harmonização dos pratos com a bebida. Vale aqui ressaltar algumas dicas. A escolha está diretamente relacionada à textura e ao molho que acompanha a comida. Vinhos mais marcantes e intensos combinam bem com pratos que têm cogumelos, temperos vegetais e aromas fortes. Os leves e refrescantes, por sua vez, são ótimos para tomar com saladas de folhas. Já os vinhos frutados e com notas ácidas vão bem com comida apimentada, uma vez que amenizam a picância e ajudam a refrescar.

As combinações são variadas e oferecem uma experiência marcante e deliciosa. Que tal agora escolher a sua? Para ajudar, deixo aqui uma contribuição por meio da receita de uma deliciosa Paella vegana, que serve quatro pessoas e harmoniza muito bem com vinho branco de notas.

Paella Vegana – Chef Camila Botelho

Tempo de preparo: 1h30

Serve quatro pessoas

Ingredientes:

meia couve-flor; 10 vagens; uma cebola; cinco dentes de alho; um tomate; duas folhas de alga nori; uma xícara de ervilha fresca; uma colher sopa de açafrão em pó; uma cenoura; sal, pimenta e salsinha fresca a gosto; quatro xícaras de caldo de legumes; uma xícara de arroz cateto; e 100 gramas de tofu.

Modo de Preparo:

Corte a cebola em lâminas finas e refogue. Corte o alho em lâminas finas e refogue. Acrescente o caldo de legumes à panela. Depois, despeje o arroz. Acrescente a vagem (reserve 4 vagens para enfeitar no final). Corte a cenoura em finas tiras e acrescente (reserve 4 tiras para enfeitar). Corte e reserve 2 lâminas de couve-flor, pique o restante e acrescente à panela. Tempere com sal, pimenta e metade da salsa picada. Acrescente o tofu cortado em tiras, a ervilha e misture tudo na panela e tampe por 30 min em fogo baixo.

Após este tempo, acrescente o tomate cortado em tiras e tampe até o arroz ficar bem macio. Caso esteja duro, acrescente mais 1/2 xícara de água e tampe. Lembrando que o arroz precisa ficar molhadinho com uma água no fundo da panela, não pode secar tudo. Grelhe os legumes que você reservou, e enfeite por cima. Finalize com salsinha picada e azeite.

 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar